Sobre uma máquina empoeirada

Perdi o cartãozinho que dizia o nome da minha máquina de escrever. O que é mais triste nisso tudo é que bem naquele espaço, MUITA POEIRA resolve se juntar diariamente e dizer: DAQUI NINGUÉM NOS TIRA! Eu realmente tenho muito desejo de ser aquele tipo de escritora que não volta atrás em suas palavras. Mas … Continue lendo Sobre uma máquina empoeirada

Anúncios

Pianismo.

Um perfeito dedilhado. Uma canção em dó maior. Sem letra, num ritmo acelerado, com um compasso duelando o desafinado movimento de vai e vem. Aquele solitário rapaz, sentado no piano de uma grande universidade. Pessoas passavam, e nem sequer o percebiam. Ninguém apreciava aquela música. O som dos passos, dos suspiros, dos sonhos frustrados, das … Continue lendo Pianismo.