Ventos, brisas, sinceridades.

Depois de todas as tempestuosas reviravoltas da vida, observa-se uma recorrente brisa. Diante do maremoto que se passara, com certeza o que estava sendo vivenciado não se comparava àquela dor. Mesmo assim o coração daquela doce garotinha, recordava-se de seus passos de dança. Ela desejava mais do que tudo, voltar a rodopiar pelos salões do […]

Carta Aberta ao meu passado.

Queridos, Não é de hoje que peço perdão. Foram tantos momentos em que agi de forma precipitada, e causei com isto grande dano a todos vocês. Prova disso é nossa amizade, que desconstruiu-se lentamente dando vazão à distância. As saudades das conversas infindáveis, tolas, infantis. E As reviravoltas de um dia após o outro no colégio, […]

Mudanças

O que me preocupa não é o fato de tudo estar mudando, mas a maneira como as coisas mudam. É difícil, doloroso e angustiante. O pesar das responsabilidades, a inconstância de pensamentos, de ações que deveriam ser tomadas e perdem-se em meio ao nada. Surgem-se os conselhos, os descasos, e as lágrimas, novamente… Ah, essas […]

Um ser, simplesmente.

Era parte da desordenada história de memórias, lembranças. Até que por fim, algo modificou-se por completo. Tempos que se passaram, separações, saudades. E parece que no compasso da melodia final, tudo faria um certo sentido, por mais engraçada que sejam as escritas. Por mais imperfeitos que sejam meus passos. Era Ele quem trazia a vida, […]

My dear paper.

Perdida nas entrelinhas do passado, me despeço de mais uma página. Acredito que minha história em todo o seu decorrer fora útil. Sobram momentos dos quais posso me orgulhar, entretanto, sempre há uma ou outra desventura que nos trás a tona o desconforto de viver. Recebi uma missão. Não posso contudo, fingir ser o 007, até mesmo […]

Você tem algumas escolhas.

Com o passar dos anos, aprendi que muito do que as pessoas ao meu redor viviam, estava completamente conectado ao meu modo de viver também. Hoje, portanto, inicia-se uma série de posts, que não estou escrevendo somente por palavras vazias, mas sim, para trazer a memória, histórias que porventura se perderam nesse meio tempo. Para […]

Coisas que se repetem…

São cerca de 365 dias do ano em que você sorri, chora, se emociona, fica com raiva, dorme. Todos os dias passamos pelo mesmo ciclo de desventuras e amores que nos remetem a perguntas, perguntas e mais perguntas. E mais um ano chega ao fim. Nos arrependemos de coisas que falamos, que fizemos, que esquecemos. […]