Um ser, simplesmente.

Era parte da desordenada história de memórias, lembranças. Até que por fim, algo modificou-se por completo. Tempos que se passaram, separações, saudades. E parece que no compasso da melodia final, tudo faria um certo sentido, por mais engraçada que sejam as escritas. Por mais imperfeitos que sejam meus passos.

ImagemEra Ele quem trazia a vida, reavivava a esperança, o existir. Não por ser de fato eu, um ser importante, mas por ser… um SER. Simples, e básico. Indigno de todo o carinho e cuidado. De todas as lágrimas recolhidas, de todos os risos guardados. E passou-se. Não é mais novidade que a vida por si só tomou seu rumo. Através dEle, e para Ele.
A vontade de compartilhar se desperta, ou melhor, recomeça.

Historiando os começos. Começando a história. 
Simplesmente. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s