Strange and beautiful .

As coisas minuciosas, estranhas, e simples, são as mais lindas, e dedicadas a minha profunda atenção e admiração. O desconhecido, as palavras pequenas, o gesto de amor, quando no coração só há ódio. Temos princípios em vista, temos um lugar para se viver. Um casulo estranho, onde sairá uma linda borboleta. Se torna necessário melhor exemplo do que isso?

Recordo-me de quando eu tinha oito anos, onde encontrei uma borboleta com a asa quebrada no interior de minha casa. A Coloquei numa cesta, trouxe-lhe várias flores do quintal. Pingos d’água para tornar tudo o mais parecido com a natureza. Durante 10 dias ela me alegrou. Eu a colocava nos ombros, na ponta do nariz. Dei nome à ela, e me gabava de possuir uma borboleta linda em minhas mãos. Sobretudo, viva. No décimo primeiro dia, ao acordar e me direcionar a cesta, percebi que ela não se mexera. Acho que só chorei mais pela morte de um animal no dia em que meu cachorrinho de três meses morreu. Fora isso, ela era parte de mim.

E achei engraçado. É um acaso estranho se pararmos bem pra ver. Uma borboleta? Dentro de casa? Com a asa quebrada? Sobreviver tanto assim? Não é a toa que o nome dela era Vitória.

Fiz velório, caixão, e a enterrei nos fundos de casa.

Era simples, estranho e lindo.

Anúncios

Um comentário em “Strange and beautiful .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s