. Crônicas do fim do mundo – Deus .

Confuso é acharmos que tudo está bem, no meio de um caos. Se pararmos bem e avaliarmos todas as coisas, chegaremos a conclusão de que, o mundo não é mais auto- sustentável. Que logo mães recomeçarão a matar seus filhos pra lhes servir de alimento. Que teremos um ar tão rarefeito, que nossos pulmões não vencerão todas as doenças respiratórias. Novamente veremos pessoas vivendo sem sentido, e dizendo que curtem a vida. Pois bem, não é preciso ser muito futuramente. Vemos isso hoje.

Já escutou um ditado que : não existe o amanhã? Sim, exato. Amanhã será o meu hoje, e o meu hoje, será o meu ontem. E ainda me insistem em dizer que o futuro será ideal. Claro, se máquinas fizerem todo o serviço, e os homens só apertarem botões pra que essas funcionem, a nossa sociedade será como no seriado infantil Os Jetsons. Onde George Jetson reclama de estar com cãibra nos dedos, e do seu trabalho exaustivo. Mas vamos passar em pratos limpos: Exaustivo? Exaustivo foi para a pessoa que projetara aquela máquina e insistira pra que todos os mecanismos funcionassem em conjunto de forma com a qual ele só precisasse comandar o botão de liga e desliga. Exaustivo sim, para todas as matérias primas que foram gastas com determinado produto e com a quantidade de lixo que ela causa. Exaustivo fora, gastar milhares de dólares numa máquina que desempregou vários funcionários, e dera o emprego a um só. Que reclama do que têm.

Infelizmente, não criei essa história. Isso não é ficção, nem mais um conto. Existem pessoas ainda que crêem no amor, crêem na esperança de que isso possa se reverter. Sim, o amor realmente ainda existe, porém não está mais visível aos nossos olhos. Nos cansamos de doar um pouco de nós mesmos, e desejamos somente o nosso prazer. “Contanto que sejam satisfeitas todas as minhas necessidades e carências, estarei bem.” É pode ser, você estará bem. Mas e a pessoa que deu o melhor dela à você? Como que essa pessoa fica? Ela trabalhou, lhe sustentou com um alface (que seja) em sua mesa. E você palita os dentes e diz: alface me enoja. Se você têm isso, é porque alguém gosta desse determinado alimento. Então dê a essa pessoa.

Visões de mundo: Em Primeiro lugar, eu sou contra o latrocínio de guerras. Mas vejo que essa é a única saída pra que homens se unam por uma causa nobre. É, agora é só lançar um missíl num determinado país e Buuum! Cadê as medalhas? Onde está o reconhecimento devido as pessoas que prezam sua pátria? Para que soldados então? A sociedade se acovardou por detrás de máquinas, onde ninguém precisa ver o seu rosto. Somente verás o seu estrago. Uma guerra agora? Em pleno século XXI? Sim, a guerra entre pessoas de Cristo, contra pessoas que não dão valor a vida. Mas guerra? Deus não é amor? Sim, Deus é de fato amor. Mas o pecado faz as pessoas cegas… Cegas, e ardentes por amor. Como dar amor a essas pessoas, se elas não nos dão ouvidos? Mostrando ao mundo, que somos a luz. Mostrando que somos o “tempero”, as cores, pra esse preto e branco.  Deus? Ele é o criador das 4 estaçoes, que fizemos questão de bagunçar. Ele não faz nada por acaso, e nem deixa de fazer. Tudo está em seus planos. E creio que quer você acredite nEle ou não, tens a certeza, de que existem coisas que ultrapassam seu entendimento. E pra todas essas coisas, Deus tem a resposta. Religião? não, muito obrigado. Mas um relacionamento, com a pessoa, o único ser que te conhece e te entende acima de todas as coisas. Isso sim é ser de Cristo.

Aqui nesse blog, citei poucas vezes os nomes Deus, Jesus, Cristo. Nunca expus minhas ideias acerca de qual é minha verdadeira opinião da fé. Mas chegara a hora, de mostrar, que por detrás de todos os textos, existe um autor muito maior do que eu. O mundo está prestes a cair. E você? Ficará de pé?

Anúncios

Um comentário em “. Crônicas do fim do mundo – Deus .

  1. Confesso que em alguns momentos eu ri, mas, enfim, eu além de um otimista nato também sou cético quanto às salvações miraculosas, e senão acreditar na humanidade em quê? Em que tudo vai ficar bem porque uma forças maiores realmente importam-se!? Não, eu acho que não..
    Eis que vos digo, a coragem, honra, amor e outros valores não deixaram de existir. Só depende da distância que você olha as coisas. Por exemplo, se você olha uma estrela você pensa que ela é enorme, mas em relação ao universo? Ela não é nada. Se você olha um átomo comparando-o com um fóton também, o átomo, será enorme. O que quero dizer, é que se olharmos dentro das pessoas ainda restam valores e ideais, mas olhando friamente e de modo superficial, não é possível enxergar, e nem nunca foi.
    Sem mais demoras, quero que paremos de ser prepotentes e achar que fazemos alguma diferença num plano maior, e cuidaremos da nossa perspectiva, onde, infelizmente, só a gente se importa com o que acontece ou deixa de acontecer.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s