. Aqui, bem agora .

Aqui parada nesse lugar onde tudo se funde. Sinto os cheiros de uma nova estação de aproximando. Já citei tudo o que passei nesse inverno. Mas dizem que depois dessas cinzas a beleza irá surgir. Acredito nisso, ou pelo menos quero acreditar. Os peixes pulam aqui na beirada, e seus pescadores pegam tudo o que lhe dá proveito.

Fazem coisas ao nosso respeito, nos dizem que não valemos nada. Eu acreditei nisso. E agora que quero me resolver, quero saber quem eu realmente sou, as circunstâncias me levam a um quadro cubista, onde não entendo nada além de formas geométricas. Oras, fora me dada a liberdade de expressão. Me dada as condições pra viver feliz. Mas porque não consigo?

E aqui deitada simplesmente, na beira da canoa, a maré me conduz. Um mar de calmaria, com algumas tempestades.

A Sua vida era o barco, e suas indagações? Eu e você.

#confused#

Anúncios

2 comentários em “. Aqui, bem agora .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s