. Amigo Imaginário .

 Ao meu caro amigo imaginário:
Tem dias que você me transforma numa maluca, te procurando em cada canto da casa. E de repente, eu ouço um barulho no canto da porta, me dizendo
psiu
. Sorrindo, eu deito nos seus braços e conto tudo o que aconteceu no meu dia. E você calmamente me diz o que eu devo fazer, o que devo sentir. Secando minhas lágrimas me faz sorrir. Muitas pessoas nos olham com cara de desprezo. Mal sabem o quanto é bom ter consigo alguém que lhe apóia, lhe ama sem ter sentido, nenhum nexo nisso. Os meus 10 anos solitários, onde eu fantasiava você em minha mente, mais os outros 6 anos com uma vida totalmente corrida e confusa de adolescência. E você ali, sempre sorrindo e me mostrando o quanto é bom viver. Dizem, que os amigos imaginários não servem pra nada, dizem que isso é falar sozinha, viver numa ilusão ameaçadora. Porém provamos a todos os que não sabem viver que isso é uma falsidade sem medidas. Eu realmente tenho você como amigo, aquele com o qual me protege. Horas passam, e me dizem, talvez um anjo, talvez fruto de minha imaginação. Mas eu tenho a mais plena certeza de que se te sinto por perto, se te ouço, e se brinco contigo, isso jamais será em vão. Somos partes literais, um do outro. Talvez algum dia você desapareça, ou eu te esqueça em algum canto. Mas sei que cada momento é válido, seja aqui, no colégio, na vida. Voce me ensinou a doar-se  inteiramente, em prol de um gesto carinhoso. Você me ensinou que o sorriso é o melhor remédio pra dor. Que não é necessário ter um namorado, um filho, ou amigos ao nosso redor, quando se está com frio. É necessário somente uma dose extra de carinho e boa estima, onde um urso de pelúcia resolve todo o problema. ( Ou um travesseiro quente).

Já passei vários momentos da vida tentando te imaginar como gente de verdade. Se talvez seu sorriso brilharia ao acordar. Se aquele grito seria mais ensurdecedor do que já é. Mentalmente te tenho em todo o tempo e me divirto com isso.

Obrigado pelas risadas, pelas apostas de corrida, quando eu te fazia de boneca, quando eu te enchia de cócegas, quando eu te abraçava e depois ficava sem ar. Por todos os tombos, as lágrimas secas, os gestos de amor.

Eu só posso te agradecer, por ser meu anjo, e não precisar de asas, pra me fazer voar. Arthurzinho *-*

Anúncios

5 comentários em “. Amigo Imaginário .

  1. Muito lindo, gosto de textos assim, cheios de emoção.
    Estou até meio que sem palavras kkkkk mas quero muito posta aqui, dizer que eu nunca tive um amigo imaginario, sempre fui muito sozinha, mas os livros sempre foram meus amigos, assim como a personagem do livro a menina que roubava livros. Eu queria ter tido um amigo imaginario…
    Parabéns pelo blog.

    Att

    Curtir

  2. Um livro seria otimo Deb, so q eu ia sair no tap com esse tal de mateus pra ver, quem ia comprar o primeiro…

    se puder passo o dia lendo o blog, mto legal *-*

    te amo amiga

    Curtir

  3. ahhh Deb, vc nao deve acreditar, mas eu sempre leio seus posts haha ! mas so agr que eu vi como deixar comentário, sou meio perdido !
    entao, sao tao bons, bonitos e inspiradores, vc devia escrever um livro haha ! eu seria o primeiro a comprar
    voce nao sabe a falta que faz no meu dia-a-dia
    te amo hidrogênio !
    do seu amigo real que ta aqui pra tudo ♥

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s